Secretas mantém nível de ameaça em moderado

Caso do furto de armamento dos paióis de Tancos, há um ano, não fez alterar o nível de ameaça em Portugal.
Por Lusa|31.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +

A secretária-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa garantiu esta terça-feira que o caso do furto de armamento dos paióis de Tancos, há um ano, não fez alterar o nível de ameaça em Portugal, mantendo-se moderado.

"Não foi partilhada connosco elementos que nos levem a reavaliar a situação para aumentar o nível de ameaça em Portugal", afirmou a embaixadora Graça Mira Gomes, numa audição na comissão parlamentar de Defesa Nacional, sobre o caso do furto de armamento, em junho de 2017.

Graça Mira Gomes, que coordena os serviços portugueses, precisou que "o nível de ameaça mantém-se moderado", tendo em conta quer a avaliação feita pelos Serviços de Informação de Segurança (SIS) também através da partilha de informações com organizações congéneres.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!