Taxista recusa serviço e mulher dá à luz na rua

Mirjana nasceu saudável no chão de Errenteria, em Espanha.
29.08.18
María Sabina chamou um táxi quando percebeu que a segunda filha estava prestes a nascer. Tinha de chegar o mais depessa possível ao hospital porque o parto estava iminente.

Mas, no momento em que o taxista chegou, este recusou-se a transportar a mulher até à unidade hospitalar: "Como?! Um parto? Uff, nem pensar, vai-me sujar os estofos!". O caso ocorreu em Espanha e é revelado pelo jornal El Diario Vasco.

A mulher de 27 anos, natural da mulher Equatorial, chamou então uma ambulância. Quando esta chegou, não havia quem fizesse o parto. Nenhuma parteira ou médico, apenas socorristas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!