Suspeitos de agressões em Alcochete continuam em prisão preventiva

Juiz do Barreiro decidiu que os 23 suspeitos detidos na noite do ataque à equipa do Sporting vão manter a medida de coação máxima para todos.
21.08.18

O juiz de instrução criminal do Barreiro manteve a prisão preventiva aos 23 suspeitos detidos na noite do ataque aos jogadores da equipa principal de futebol do Sporting, na Academia de Alcochete, disse esta terça-feira à agência Lusa fonte judicial.

Este primeiro grupo (num total de 37 arguidos presos preventivamente) foi detido na noite de 15 de maio. Na revisão trimestral das medidas de coação, o juiz Jorge Delca sustentou, segundo a mesma fonte, que "se mantêm os pressupostos" para que estes 23 arguidos continuem sujeitos à medida de coação mais gravosa: a prisão preventiva.

Em setembro serão reavaliadas as medidas de coação de outros quatro arguidos, detidos a 05 de junho, entre eles o antigo líder da claque Juventude Leonina Fernando Mendes, que também ficaram em prisão preventiva.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!