Trabalhadores contra modelo de fundação para o Parque do Vale do Côa

Em causa estão a falta de recursos financeiros.
Por Lusa|14.06.17
Trabalhadores contra modelo de fundação para o Parque do Vale do Côa
Museu do Côa foi inaugurado em 2010 e encontra-se localizado no cimo de um planalto com vista para o Douro Foto Nuno André Ferreira
A Comissão de Trabalhadores da Fundação Côa Parque manifestou-se esta quarta-feira, no parlamento, contra o modelo de fundação para o Parque Arqueológico do Vale do Côa, "que não funciona", por falta de investimento, que afeta "de forma grave" a vigilância.

Dois membros daquela comissão de trabalhadores foram ouvidos na Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto da Assembleia da República, onde alertaram para o desinvestimento na vigilância, que passou de 15 para seis guardas, quatro deles no museu, e dois no exterior.

"O modelo de fundação já mostrou que falhou, porque os fundadores não investiam, e o parque não pode funcionar sem orçamento. Em 17 anos, nunca houve vandalismo", comentou André Santos, da comissão de trabalhadores, perante os deputados.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!