Tribunal manda pais de pedófilo cortarem Internet

Jardineiro vive com os progenitores e tribunal proibiu acesso ao serviço.
Tribunal manda pais de pedófilo cortarem Internet
Tribunal de Almada Foto João Miguel Rodrigues
Os pais de um homem detido pela Polícia Judiciária de Setúbal por pornografia de menores vão ser obrigados a cortar o acesso à internet em casa. Isto porque o filho, de 27 anos, foi libertado com apresentações semanais na esquadra da área de residência, sujeição a um exame no Instituto de Medicina Legal e proibição de aceder à internet, meio pelo qual acedia e partilhava vídeos e fotos de pornografia infantil.

O homem, que trabalha numa empresa que faz serviços de jardinagem para a Câmara Municipal do Seixal, foi detido na quinta-feira. Não tem cadastro, mas na casa onde vive com os progenitores foram apreendidos vários computadores, tablets e telemóveis com inúmeros ficheiros.

As autoridades acreditam que o homem não seria o produtor dessas fotos e vídeos, que recebia e depois passava a outros conhecidos, em alguns casos através de grupos brasileiros no WhatsApp.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!