Tribunal rejeita constituir Mário Machado como assistente do processo no caso Hells Angels

Mário Machado e outro homem requereram a admissão como assistentes no caso Hells Angels, mas o pedido foi rejeitado.
28.08.18
O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa rejeitou a constituição do líder do movimento de extrema-direita português Mário Machado como assistente no processo do grupo de motociclistas 'Hells Angels', o que lhe permitiria intervir diretamente no andamento do processo.

De acordo com um despacho judicial a que a agência Lusa teve esta terça-feira acesso, Mário Machado e outro homem requereram a admissão como assistentes neste processo, mas o pedido foi rejeitado.

O processo decorre dos atos violentos ocorridos em março deste ano, no Prior Velho, concelho de Loures, que envolveram dois grupos rivais de motards - 'Hells Angels' e 'Red&Gold' -, e que resultaram em seis feridos, três dos quais em estado grave.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!