Venezuelanos em fuga travados na fronteira

Dias depois do Equador tomar medida semelhante, o governo peruano começou a impedir a entrada de migrantes sem passaporte.
Por F.J.G.|26.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O drama vivido por milhares de refugiados que fogem da crise na Venezuela para países vizinhos viu-se dificultada este sábado por uma nova barreira.

O Peru colocou em vigor uma norma que proíbe os migrantes de entrarem no país apenas com o cartão de identidade. Na semana passada o Equador adotou uma medida idêntica, exigindo a apresentação do passaporte, documento que a maioria dos venezuelanos em fuga não possui.

O Peru frisou que esta medida de restrição de entradas não se aplica a crianças, grávidas e idosos. O primeiro-ministro peruano, César Villanueva, negou mesmo que a exigência de passaporte seja uma forma "de fechar a porta" aos migrantes, mas a verdade é que a medida foi adotada perante o aumento do número de chegadas à fronteira. A situação agravou-se nos últimos dias, depois de o Equador criar um "corredor humanitário", levando os migrantes em autocarros até à fronteira peruana.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!