Vice-presidente da Ordem dos Advogados demite-se devido a "estado da classe"

Jurista não revela as razões que o levaram a demitir-se, mas deixa fortes críticas à "classe".
12.05.18

Miguel Matias apresentou a demissão do cargo de vice-presidente da Ordem dos Advogados (OA). À revisa SÁBADO, o jurista não revela as razões que o levaram a demitir-se, mas deixa fortes críticas "à classe", não à OA.

"Posso-lhe dizer que a Ordem dos Advogados, do ponto de vista organizacional, está muito melhor do que estava. O estado da classe é que não. E isso é uma das razões [da minha demissão]", explicou o advogado, sem querer detalhar os motivos de desagrado. Um dos elogios que Matias dá foi o facto da Ordem dos Advogados, sob a tutela do actual bastonário Guilherme Figueiredo, ter conseguido passar de um resultado líquido negativo de quase 66 mil euros, em 2016, para um resultado positivo de perto de dois milhões de euros no ano passado.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!