Vítimas de surto de Legionella exigem justiça

Associação organizou protesto até à Adubos de Portugal.
Por Cláudia Machado|07.05.17
Vítimas de surto de Legionella exigem justiça
Grupo marchou até à empresa Adubos de Portugal, que originou o surto Foto Vítor Neno
Queremos viver com segurança, sem medo e agora parece que somos nós os culpados de vivermos no concelho de Vila Franca de Xira", lamenta Joaquim Ramos, presidente da Associação de Apoio às vitimas do surto de Legionella, que ontem juntou algumas dezenas de pessoas para uma marcha até à fábrica da Adubos de Portugal (ADP).

A empresa foi identificada como a origem do surto que fez 14 mortos e afetou cerca de 400 pessoas.

A ADP, a General Eletric e sete responsáveis e funcionários das duas empresas foram acusados pelo Ministério Público (MP) no caso, ocorrido em novembro de 2014. Mas o MP só conseguiu estabelecer ligações ao processo de 73 pessoas afetadas e de oito dos mortos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!