Sub-categorias

Notícia

Vogal da ERC disse ter sido ameaçada

Raquel Alexandra, vogal do conselho regulador da ERC, disse esta quarta-feira aos deputados da comissão parlamentar de Ética que “os jornalistas de política têm de saber conviver com as pressões dos políticos”.
04.07.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Vogal da ERC disse ter sido ameaçada
Raquel Alexandra denunciou pressões no caso das alegadas pressões de Miguel Relvas a jornalista do 'Público' Foto Tiago Petinga/Lusa

Em resposta a uma acusação do BE, a vogal afirmou que “houve uma tentativa de instrumentalização, triste, através do poder editorial, por quem queria que a deliberação tivesse outro resultado”. E concluiu: “Eu fui vítima de chantagens e de ameaças”. Mas não explicou porquê. Nem Carlos Magno que se prontificou a dar uma resposta após o pedido de explicações da deputada do PS, Inês de Medeiros.

As palavras finais do presidente da ERC foram antes para afirmar que gostava de voltar à comissão de “Ética para discutir este relatório, com outro Governo e estes deputados” e questionar se “existe política fora dos media”.

Arons de Carvalho, apesar de ter votado contra o relatório, bem como o vogal Rui Gomes, defendeu o trabalho do regulador e disse mesmo que das 144 deliberações, apenas em 5 não houve consenso entre os seus membros.

Ainda assim, Rui Gomes considera que a ERC devia continuar a fazer o seu trabalho relativamente a esta matéria, e quanto ao relatório disse: “há alguns desequilíbrios e contraditórios”. Dando como exemplo que se “valorizou o testemunho de um assessor do ministro que disse ter estado com ele aquando de um telefonema, no entanto, o próprio ministro disse que estava sozinho”.

O conselho regulador da ERC, que esteve hoje no Parlamento para explicar aos deputados o relatório sobre o caso que opõe o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares ao ‘Público’, considerou que o regulador não é “instrumentalizado, nem se sente fragilizado”, após acusações da deputada Catarina Martins do BE que solicitou a audição.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
2 Comentários
  • De Joaquim Carlos05.07.12
    As instituições sejam elas do Estado ou particulares estão minadas de interesses subterrâneos, mesquinhos... os reflexos são prova disso. Para que serve a ERC? A ética? Vê-se.
    Responder
     
     0
    !
  • De joao pires05.07.12
    Tanta ética que até vos fica mal.
    Responder
     
     1
    !

Mais notícias

Mais notícias de Cm ao Minuto

pub