Vogue, GQ e Vanity Fair cortam relações com fotógrafos acusados de assédio

Bruce Weber e Mario Testino foram acusados por várias modelos.
14.01.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O grupo editorial Condé Nast, que detém títulos com a Vogue, GQ e Vanity Fair, anunciou hoje que vai deixar de trabalhar com os fotógrafos Bruce Weber e Mario Testino, acusados de assédio sexual por vários modelos.

"Na Condé Nast decidimos colocar a nossa relação de trabalho com os dois fotógrafos em pausa num futuro próximo", lê-se numa mensagem assinada pela diretora criativa da Condé Nast e diretora da edição norte-americana da revista Vogue, Anna Wintour, divulgada 'online', com o título "Anna Wintour responde às acusações de má conduta sexual de Bruce Weber e Mario Testino".

Os fotógrafos Mario Testino e Bruce Weber, referências na indústria da moda, são acusados de assédio sexual por vários modelos e ex-modelos que relataram as suas experiências ao jornal The New York Times.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!