Sub-categorias

Notícia

Adaptando a charcutaria tradicional para reduzir o sal

É assim que a SEL no Alentejo está a conseguir reduzir o sal nos seus produtos de charcutaria Tradicional
05.12.17
  • partilhe
  • 0
  • +

O sal é um ingrediente que ultimamente, se tem ouvido falar bastante. Os consumidores estão a mudar, mais do que nunca se interessam pela sua saúde e uma das suas preocupações é a ingestão de sal.

Os consumidores estão no centro de tudo o que a SEL faz e por esta razão, a empresa está a trabalhar afincadamente para responder às suas novas procuras por opções com menos sal.

Adaptando a charcutaria tradicional para reduzir o sal

A SEL apoia as recomendações das autoridades de saúde, como a OMS. Por este motivo, implementou e está a adoptar medidas que contribuem para este objectivo e que passam por diminuir o sal no seu portefólio de produtos. A SEL lidera as alterações do mercado, actualmente  adaptou a composição dos seus produtos entre 20% a 30% a menos entre 2015 e 2017, com o objectivo de reduzir ainda mais o sal.

Além disso, está ainda a lançar produtos sem aditivos e baixo teor de salmantendo todo o Sabor do Saber Alentejano.

Com o grande desafio de conseguir conciliar a redução de sal e mantendo o sabor tradicional e característico do nosso produto, o sal é um ingrediente essencial na cura dos produtos, está a ser um desafio em encontrar alternativas de o fazer, mas estamos a conseguir, sem acrescentar outros ingredientes que o possam fazer, sendo tão ou mais prejudiciais á saúde como proteínas de leite ou soja, que infelizmente vamos lendo nos rótulos de alguns produtos.

Esta redução do teor de sal aliada ao bem-estar animal de criação em campo no Alentejo, faz dos produtos SEL um amigo de confiança à mesa.

Estes esforços que passam por responder às preferências dos consumidores não são novos: a SEL conta já com 35 anos a oferecer charcutaria tradicional de alta qualidade. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de comunicados imprensa

pub