Arranque morno da Feira do Livro

Obras sobre José Sócrates e caso dos lesados do BES são das mais procuradas.
Por Nelson Rodrigues|05.09.15
  • partilhe
  • 0
  • +
Arranque morno da Feira do Livro
Poucos foram os visitantes no primeiro dia da feira Foto D.R.
Foi morno o arranque da Feira do Livro do Porto. Ontem à tarde, foram poucos os visitantes que acorreram aos Jardins do Palácio de Cristal para ver os 130 pavilhões espalhados pelo recinto do evento, organizado pela câmara municipal.

"Viemos dar uma vista de olhos, até porque os preços são mais em conta", disse ao CM Pedro Costa, que foi ao evento com a companheira que estava maravilhada com o espaço da feira. "O ambiente é muito bonito. É bom para passear de bicicleta e para ver livros", contou Daniela.

Tal como noutras edições das feiras do livro, os comerciantes esperam vender obras de escritores nacionais. "O José Rodrigues dos Santos é o mais vendido, mas agora também são procurados livros sobre o Sócrates e sobre os lesados do BES", referiu Francisco Pacheco.

pub

pub