Sub-categorias

Notícia

Camané: “Era miúdo e já ouvia fados como se fossem histórias”

Fadista regravou fados de Marceneiro num de disco de homenagem a um dos seus grandes ídolos.
Por Miguel Azevedo|11.10.17
  • partilhe
  • 1
  • +
Camané: “Era miúdo e já ouvia fados como se fossem histórias”
Foto Pedro Catarino
Ainda ninguém tinha ousado fazê-lo em disco: gravar os fados originais de Alfredo Marceneiro, música e letra. Camané presta agora tributo a uma das  vozes que mais o influenciou ao longo da carreira. Para ouvir estão fados como 'Cabaré', 'Quadras Soltas', 'Senhora do Monte', 'Empate a Dois', 'Despedida' e claro, 'A Casa da Mariquinhas'. O disco 'Camané canta Marceneiro' conta ainda com a participação de Carlos do Carmo no tema 'A Lucinda Camareira'. 

Há uma pergunta que se impõe para início de conversa. Porquê um disco só com fados de Marceneiro?

Curiosamente, nunca pensei em vir a fazer um disco como este. Toda a minha vida eu cantei fados do Marceneiro, mas sempre com letras novas. Há já dez anos, por exemplo, que termino sempre os meus espetáculos com o fado ‘Cravo’ do Marceneiro, mas com poema do João Ferreira Rosa. Tudo isto aconteceu muito de repente, quando comecei a pensar num disco novo.

Mas este disco é gravado com os poemas originais!
Sim, porque uma das coisas que sempre me fez muita confusão foi o preconceito que havia em relação às letras do fado. A verdade é que alguns dos melhores poetas da poesia popular eram do fado, como o Linhares Barbosa, o Carlos Conde, o Henrique Rêgo ou o Gabriel Oliveira. E todos eles escreveram e muito bem para o Marceneiro.

E se ninguém traz essas letras do fado para o presente dificilmente as novas gerações os podem conhecer!
Sim. Eu recordo-me de ser miúdo e de ouvir esses fados com muita atenção como se fossem histórias. Estes fados merecem ser ouvidos. Um dia, depois de um espetáculo em que fiz uma pequena homenagem ao Marceneiro, decidi então fazer um disco só com fados que ele cantou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cultura

pub