Sub-categorias

Notícia

Cavaleiros e matador em grande plano

Corrida Vidas/CM realizou-se na quinta-feira no Campo Pequeno
Por Joaquim Tapada|19.05.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Cavaleiros e matador em grande plano
O matador Antonio Ferrera brilhou na Corrida Vidas/CM no Campo Pequeno Foto Vítor Mota

A tradicional corrida fez afluir ao Campo Pequeno uma grande assistência e o público saiu satisfeito porque assistiu a um interessante espectáculo, aliás na linha dos que a principal praça do país nos tem oferecido. Um acidente sofrido pelo rojoneador Pablo Hermoso, uma figura mundial das arenas, impediu-o de estar presente, porém, a empresa do Campo Pequeno, por intermédio de Rui Bento, dinâmico director das actividades tauromáquicas, num curto espaço de tempo resolveu o assunto e da melhor maneira ao trazer a Lisboa o matador António Ferrera, recente triunfador da importante Feira de Sevilha, em substituição de Pablo Hermoso. O restante cartel foi mantido e apenas houve a alteração da ganadaria para a lide a pé, que passou a ser de Manuel Veiga.

Com a direcção de João Cantinho, assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva, a corrida teve a antecede-la uma homenagem ao prestigiado Real Clube Tauromáquico no ano que comemora 125 anos de existência, a mesma idade do Campo Pequeno.

A primeira lide a cavalo coube a João Moura Filho e o cavaleiro de Monforte esteve em bom plano através de uma brega bem concebida e deixando ferros bem colocados e rematados com ladeios muito aplaudidos. O toiro da ganadaria Charrua foi voluntarioso e proporcionou uma boa lide. A pega esteve a cargo do cabo Pedro Maria Gomes, dos amadores de Lisboa, que se fechou à córnea com decisão.

Em segundo lugar lidou o jovem Miguel Moura que se mostrou desembaraçado e, no geral, cravou a ferragem de forma aceitável, com um ou outro toque na montada que não retira valor à sua prestação, fechando a lide com um ferro de palmo bem preparado e cravado. António Alfacinha, cabo do grupo de Évora, que fez a sua última pega em Lisboa, fechou-se muito bem ao primeiro intento.

O terceiro da ordem foi toureado pelo matador António Ferrera e este que lanceara bem de capote e cravara três pares de bandarilhas, excelente o terceiro, bordou uma faena muito bonita, variada com passes em redondo pela direita e com uma série de naturais muito cingidos e passes de peito que fizeram soltar olés entre a assistência. Uma boa faena dada a um toiro bastante bravo, que merecia ser aplaudido na recolha ao touril.

No intervalo foi descerrada no átrio principal, uma lápide evocativa dos 125 anos do Clube Tauromáquico. O quarto toiro foi lidado por João Moura Filho que esteve menos feliz nos ferros compridos mas excelente na ferragem curta. Voltou a ladear com muito temple e soube tirar partido das características do toiro. Uma noite muito positiva para o cavaleiro que comemora 10 anos de alternativa, expressos na interessante exposição que se encontra no átrio principal da praça. A pega foi consumada pelo forcado de Lisboa, João Varandas que citou a solo na arena, sendo ajudado logo que se fechou. Porque a pega não foi muito clara, o público reclamou e Varandas repetiu, fechou-se bem, as ajudas foram a tempo e o forcado deu duas merecidas voltas à arena.

Miguel Moura lidou o quinto da noite e voltou a estar em bom plano, através de boas preparações, acertadas escolhas de terrenos, cravagem dos ferros perfeita e remate das sortes. Uma noite muito positiva para os dois irmãos que sabem defender o apelido Moura que o seu consagrado progenitor levou e continua a levar aos quatro cantos do planeta taurino. João Oliveira, do grupo de Évora, fechou-se bem à primeira tentativa.

Encerrou a corrida o matador António Ferrera que voltou a estar muito bem com o capote, lanceando com suavidade e rematando com uma cingida meia verónica. Dois pares regulares e um bom par de bandarilhas em sorte de violino. Aproveitando a bravura do toiro executou diversos passes, sendo de realçar duas séries de naturais, rematadas com passes de peito e uma série de passes em redondo com que terminou a faena muito aplaudida. Em resumo, mais uma agradável corrida Vidas/CM. 

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cultura

pub