Cuca Roseta: “Quando comecei a cantar fado descobri a peça do puzzle que faltava à minha vida”

Fadista lança novo disco 'Luz'
Por Miguel Azevedo|15.11.17
Cuca Roseta: “Quando comecei a cantar fado descobri a peça do puzzle que faltava à minha vida”
Foto João Miguel Rodrigues
Entre a alegria e a introspeção, entre a cor e esse lugar escuro onde cabe a melancolia. Assim é ‘Luz’, o novo disco da fadista, o quarto da carreira. O pretexto para falar de fado, de motivações, de amor e família. 

No ano passado, dizia que o disco a seguir a ‘Riû’ seria um regresso a casa e isso está bem patente neste álbum em temas como ‘Rosinha da Serra D’Arga’ ou ‘Alecrim’. Mas também há uma Cuca que continua a abraçar esta espécie de ‘world fado’, muito influenciada, por exemplo, pela música brasileira ou pelo flamenco. É possível manter um pé em Portugal e outro no mundo quando se canta fado?
É possível porque o fado já não é nosso. O fado é a cara de Portugal, mas também já é do Mundo. O fado é património imaterial da humanidade. Nós chegamos ao Japão e já encontramos uma japonesa a cantar fado. Chegamos à Holanda e vemos uma cantora holandesa muito famosa a cantar fado. O que eu trago para o meu trabalho são as influências das músicas que ouço. Eu gosto de jazz, de bossa nova ou de música africana e acabo por ser influenciada por isso, até na escolha dos compositores que convido para trabalharem comigo. Este disco ‘Luz’ é, por isso, quase uma conclusão de todos os discos que ficaram para trás. Traz um bocadinho do ‘Riû’ que era esse world fado, vai também ao ‘Raiz’ e vai buscar fados que eu cantei a vida toda e que ainda não tinha conseguido gravar.

Os fados da Cuca são sempre muito positivos, nada miserabilistas, nada tristes. Sente que a sua música já tem uma luz própria?
Eu não sinto isso por mim, mas sinto-o pelas palavras dos outros. Nos meus concertos há muitas pessoas que vêm ter comigo para me dizer que passaram a gostar de fado depois de me ouvirem.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!