Sub-categorias

Notícia

Prejuízos ameaçam a Casa da Música

Em três anos, a instituição recebeu cerca de 22 milhões de euros de dinheiro público.
Por Raquel Oliveira|17.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Prejuízos ameaçam a Casa da Música
Em 2015, a Casa da Música perdeu 360 mil euros Foto MoveNotícias
A Inspeção-Geral de Finanças (IGF) alerta para a fragilidade das contas da Casa da Música e refere mesmo que a sustentabilidade da instituição está em risco. A entidade cultural de referência do Porto soma prejuízos atrás de prejuízos e perde apoios e receitas, sublinha a IGF numa auditoria agora revelada.

A inspeção às contas do triénio 2012-2014, quando a instituição era presidida por Manuel Dias da Fonseca, recomenda à gestão da Casa da Música, agora liderada por José Pena do Amaral, que aplique uma política de rigor orçamental e de contenção de gastos.

De acordo com os inspetores, aquela entidade apresentou resultados "sempre negativos", entre os 500 mil euros (em 2012) e 1,7 milhões de euros (em 2014). Para estes números contribuiu, ainda segundo a auditoria, a queda de rendimentos com os patrocínios e com as vendas e prestações de serviços, que se reduziram de 3,1 milhões de euros em 2012 para 1,7 milhões de euros em 2014.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cultura

pub