Sub-categorias

Notícia

Resistência: Enquanto houver estrada para andar...

Grupo celebra 25 anos sobre o seu nascimento esta sexta-feira no Meo Arena.
Por Miguel Azevedo|11.10.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Os Resistência, um dos mais originais e prodigiosos projetos da música portuguesa que se encontra a viver as segundas núpcias com o seu público de sempre, mas também com as novas gerações, comemoram 25 anos sobre o seu nascimento, com dois espetáculos especiais, dia 13 (sexta-feira) no Meo Arena e no dia seguinte no Multiusos de Guimarães.

Pela primeira vez no seu percurso, a banda contará com dois cantores exteriores ao projeto, António Zambujo e Raquel Tavares, sendo esta última a primeira mulher a emprestar uma voz feminina ao coletivo. "É curioso porque antes dos Resistência terminarem em 1995 nós já andávamos a pensar em introduzir uma voz feminina. Entretanto, por incompatibilidade de agendas tivemos que suspender atividade e isso não chegou a acontecer", recorda Fernando Cunha.

Os ensaios têm decorrido nos estúdios ‘A Casinha’ dos Xutos & Pontapés, em Loures, com o grupo a garantir que continua a reunir-se com a mesma vontade do início como se nunca se tivesse separado. "É difícil de explicar. Já quando regressámos em 2012 e nos juntámos no primeiro ensaio tocámos o repertório todo que tínhamos tocado no mítico Armazém 22, em 1992, e saiu tudo à primeira, como se tivéssemos tocado no dia anterior. O tempo é cada vez mais relativo", acrescenta Fernando Cunha.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Cultura

pub