Sub-categorias

Notícia

“Eu vivo disto”, diz Bruno de Carvalho

Presidente leonino diz que tem sido vítima de ataques, sobretudo de alguns sportinguistas.
Por Filipe António Ferreira e Pedro Carreira|13.02.18
Bruno de Carvalho reconheceu esta segunda-feira que vive daquilo que o Sporting lhe paga como presidente: "Vocês [jornalistas] ficam todos muito feridos quando eu falo sobre alguns de vocês porque dizem que são profissionais, mas esquecem-se que eu também sou profissional. Eu também vivo disto. Quando se referem a mim, estão a referir-se não só ao cidadão, que é filho, pai, marido, mas também à minha profissão, porque isto neste momento é a minha profissão."
“Eu vivo disto”, diz Bruno de Carvalho


Num encontro com profissionais da comunicação social, o líder leonino voltou a criticar os ataques contra si. "Neste momento estão quase a matar-me e a culpa sinceramente está a ser dos sportinguistas, porque eu preciso de militância", salientou Bruno de Carvalho, revelando que não queria recandidatar-se a um segundo mandato: "Foi a Joana [mulher] que me convenceu."

O líder leonino, numa sessão de esclarecimentos que durou uma hora e meia, voltou a dizer que não está agarrado ao poder mas ainda assim deixou um desabafo: "Se pudesse ficar no Sporting até ao dia em que desse o último suspiro e morresse, e o clube beneficiasse com isso, ficaria muito feliz."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!