Sub-categorias

Notícia

Falsa partida do Benfica com reviravolta russa

Penálti cometido por André Almeida e uma recarga permitiram ao CSKA dar a volta.
Por Mário Pereira|13.09.17
Falta de pernas na defesa, de cabeça no meio-campo e de objetividade no ataque. Uma trilogia fatal para a equipa do Benfica, no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões. Este não era um jogo para perder. Por isso a derrota frente ao CSKA, da Rússia, coloca desde já pressão sobre as águias, para a partida seguinte na Suíça, em casa do Basileia. Depois vem aí o Man. United.

O Benfica até se adiantou no marcador, já na segunda parte. Nesse período entrou melhor do que o adversário. Mas foi incapaz de garantir o domínio do jogo. Por momentos, até criou essa ilusão, mas faltou critério para assegurar uma boa ligação entre o meio-campo e o ataque.

Ainda na primeira parte se notaram carências diversas na formação da Luz. Incapacidade de fazer a equipa subir no terreno, de jogar um futebol largo e fluído. A equipa do CSKA, muito tática, à velha maneira do futebol soviético, surpreendeu com uma pressão alta que desde logo criou dificuldades ao Benfica na zona de construção.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Desporto

pub