Sub-categorias

Notícia

Mais de 40 por cento dos futebolistas tiveram salários em atraso

Para o sindicato internacional, Uchebo, do Boavista, ilustra o drama dos salários em atraso.
29.11.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Mais de 40 por cento dos futebolistas tiveram salários em atraso
Michael Uchebo tem contrato mas não conta para os boavisteiros Foto Manuel Araújo
Mais de 40 por cento dos jogadores já tiveram salários em atraso, indica um inquérito, publicado esta terça-feira, promovido pela Federação Internacional dos Futebolistas Profissionais (FIFPro).

O estudo, a cargo da Universidade de Manchester, Inglaterra, refere que 41 por cento dos 13.876 futebolistas que responderam ao questionário tiveram salários em atraso nas duas últimas épocas.

Segundo a FIFPro, o inquérito não abrange jogadores de Portugal, Inglaterra, Espanha, Alemanha, Holanda, Argentina ou México, por não terem sido recolhidas informações suficientes naqueles países.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Desporto

pub