Presidente da Federação Espanhola de Futebol fica na prisão até ao julgamento

Villar foi reeleito no cargo de presidente da RFEF em maio passado para mais um período de quatro anos, estando há 29 anos no lugar.
Por Lusa|20.07.17
  • partilhe
  • 2
  • +
Um tribunal de Madrid decidiu esta quarta-feira que o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), o seu filho e um outro dirigente do organismo ficam em prisão preventiva, sem fiança, até se esclarecerem as suspeitas de corrupção.

O juiz Santiago Pedraz concordou assim com a medida cautelar pedida pela procuradoria-geral da luta contra a corrupção que suspeita que os detidos desviaram ilegalmente 45 milhões de euros dos cofres da RFEF.

A decisão foi tomada pela Audiencia Nacional, um tribunal com sede em Madrid e com responsabilidades particulares, ocupando-se dos delitos de maior gravidade, como os casos de terrorismo, crime organizado, narcotráfico e delitos económicos, entre outros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!