Serena em cartoon polémico após discussão com árbitro português

Australiano Mark Knight foi acusado de machismo e racismo.
11.09.18

Mark Knight, o autor de um cartoon publicado esta segunda-feira no jornal Herald Sun, foi acusado de machismo e racismo após ter caricaturado a tenista Serena Williams de uma forma que muitos consideraram machista, sexista e racista.

Os traços masculinos e os lábios "desajustados" desenhados pelo australiano Knight foram as principais razões que fizeram com que o cartoon se tornasse popular pelas piores razões. A raquete partida sobre a qual Serena salta e a chupeta no chão foram outros dos pormenores incluídos pelo caricaturista que não agradaram a muitos que mostraram o desagrado nas redes sociais.

No mesmo cartoon, é possível ver ainda o árbitro a conversar com a adversária de Serena, a japonesa Naomi Osaka – vencedora do US Open – perguntando-lhe: "Não a podes simplesmente deixar ganhar?"

O desenho surge na sequência do desentendimento da norte-americana com o árbitro português Carlos Ramos, a quem Serena chamou "ladrão", na final do US Open que ocorreu no passado sábado.


Foram várias as personalidades que se insurgiram contra o desenho publicado. JK Rowling, autora dos livros de Harry Potter, foi uma das que fez a sua voz ouvir: "Bom trabalho a reduzir uma das maiores desportistas vivas com atos racistas e sexistas, transformando-a num adereço", escreveu.

Após a polémica, a conta de Mark Knight no Twitter foi desativada. "Não façam disto uma questão de género quando é sobre mau comportamento", escreveu o cartoonista na rede social antes do sucedido.

De lembrar que a tenista Serena Williams foi multada em 17.000 dólares - 14.710,67 euros -, depois da polémica com o árbitro Carlos Ramos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!