Bruno de Carvalho exige 74 milhões a antecessores

SAD liderada por Bruno de Carvalho alega gestão danosa.
Por Marco Ferreira e Nuno Miguel Simas|19.03.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Bruno de Carvalho exige 74 milhões a antecessores
Bruno de Carvalho assumiu a presidência do Sporting em março de 2013, sucedendo a Godinho Lopes no cargo Foto Miguel Barreira
A SAD do Sporting, presidida por Bruno de Carvalho, deu entrada em tribunal com um processo contra antigos dirigentes do clube, no qual pede uma indemnização global de 73,6 milhões de euros, alegando gestão danosa.

O processo deu entrada na 1ª Secção de Comércio do Tribunal de Instrução Central da Comarca de Lisboa, conforme se pode comprovar no portal Citius, e visa nove ex-dirigentes: os antigos presidentes Luís Godinho Lopes e José Eduardo Bettencourt, assim como Luís Duque e Carlos Freitas (homens-fortes do futebol no consulado de Godinho Lopes) e José Castro Guedes, José Manuel Silva e Costa, Francisco Sousa Louro, Lino de Castro e Carlos Barbosa, dirigentes leoninos que estiveram em funções, nomeadamente durante a presidência de Godinho Lopes.

As ações contra antigos dirigentes do Sporting foram levadas pela direção de Bruno de Carvalho tanto à assembleia geral de acionistas (SAD) como à assembleia geral do clube, em outubro de 2014, e foram aprovadas por larga maioria.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!