Auditoria da Federação aponta fuga para o Benfica ou Liga

Director de Tecnologia da FPF diz que metadados identificam impressora da Luz.
18.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Uma auditoria forense feita pelo diretor de teconlogia da Federação Portuguesa de Futebol, Hugo Freitas, concluiu que a fuga de informação dos contratos dos jogadores Facundo Ferreyra e Nicolás Mora, publicados pelo blogue "mercadodebenficapolvo", não teve origem na instituição. O documento descreve dois pormenores, os quais aponta para a Liga e o próprio Benfica como a origem das fugas de informação. "A comparação entre o ficheiro existente no site mercadodebenfica e a versão enviada pela Liga para a FPF dita que não são o mesmo ficheiro", escreveu Hugo Freitas.

De acordo com a auditoria, "a Federação Portuguesa de Futebol não recebe diretamente" do Benfica os contratos. Estes são "enviado pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional por email para uma conta da FPS". Porém, sublinhou Hugo Freitas, os mesmos são remetidos comprimidos, mas "com uma password fraca", avança a Sábado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!