Sporting: auditoria revela gestão danosa

Clube admite recorrer aos tribunais.
Por Mário Figueiredo|27.09.15
Sporting: auditoria revela gestão danosa
Dias da Cunha é um dos ex-presidentes da SAD leonina a ser alvo da auditoria Foto Lusa
O resultado das auditorias pedidas por Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, à gestão de Dias da Cunha (2000-2005), Pedro Santana Lopes e José Roquette (1995 a 2000) revela uma "engenharia financeira montada em benefício da SAD em detrimento do clube", configurando "episódios de gestão mais ou menos danosa ou mais ou menos incompetente, conforme as situações".

As conclusões constam num documento a que o Correio da Manhã teve acesso e que é hoje apresentado aos sócios em Assembleia-Geral. As auditorias criticam a solução empresarial adotada, "sem qualquer conexão com a realidade do Sporting, transformando-o num mero clube de futebol, cujas únicas modalidades seriam as do multidesportivo com praticantes a pagar".

Esta situação terá conduzido à "venda de património constante" e explica também o facto de o projeto Alvalade XXI não incluir um pavilhão. "Porque essa venda destinou-se a alimentar a SAD", lê-se.

pub

pub