De vilão no Real Madrid a herói do Atlético Madrid

Saúl recorda período difícil no início da carreira.
Por Leonel Lopes Gomes|28.04.16
  • partilhe
  • 0
  • +
De vilão no Real Madrid a herói do Atlético Madrid
“Foi o golo mais importante da minha carreira, foi, também, o mais bonito", refere Saúl Foto Kiko Huesca/EPA
Antes de brilhar a grande altura no Atlético Madrid, Saúl Ñiguez viveu um período conturbado no rival dos colchoneros, o Real Madrid. Tudo aconteceu aos 11 anos, quando o médio trocou o Elche pelos merengues.

"Nesse ano no Real Madrid aprendi muitas coisas, amadureci muito. Foi uma época difícil porque aconteceram muitas coisas extra-futebol. Roubaram-me as chuteiras, a comida, castigaram-me e proibiram-me de ir a Valdebebas durante duas semanas por coisas que eu não tinha feito", recordou o jogador, em entrevista ao jornal El Mundo.

De vilão nas camadas jovens do Real Madrid, Ñiguez transformou-se no novo herói do rival da cidade, o Atlético.
O médio 21 anos apontou o único golo no triunfo por 1-0 diante do Bayern Munique, na partida da 1.ª mão das meias-finais da Liga dos Campeões.

"Foi o golo mais importante da minha carreira, foi, também, o mais bonito da minha carreira", confessou o médio ofensivo, de 21 anos, autor do único tento, marcado aos 11 minutos de jogo, após jogada individual desde o meio-campo, fintando todos os adversários que lhe apareceram pela frente.

A partida da 2.ªmão em Munique está agendada para a próxima terça-feira, 3 de maio, no Allianz Arena. A final da Liga dos Campeões está marcada para 28 de maio, no Estádio San Siro, em Milão, Itália.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!