Espanha pode falhar Mundial de Futebol

Governo terá violado o artigo que pune a ingerência estatal em assuntos internos das federações.
18.12.17
O ex-presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Ángel María Villar, assumiu-se esta segunda-feira como vítima de um complô e responsabilizou o Conselho Superior de Desportos (CSD) caso o país seja sancionado pela FIFA e falhe o Mundial2018.

"O Conselho Superior de Desportos (presidido pelo secretário de estado) é o único responsável de que a Espanha possa ficar sem Mundial por violar as normativas da FIFA", acusou, em conferência de imprensa, na qual negou estar por detrás da ameaça disciplinar.

O dirigente, que liderou a federação durante 29 anos, advertiu para a "situação grave" criada pelo governo espanhol, através do CSD, que o afastou da presidência da federação, o que, em sua opinião, pode custar à Espanha, adversária de Portugal na fase de grupos, a presença no Mundial, por violar o artigo que pune a ingerência dos governos em assuntos internos das federações.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!