Sub-categorias

Notícia

Suspeitos de agressões no Sporting indiciados por terrorismo

MP fala de ofensa à integridade física qualificada e sequestro. Detidos só são ouvidos na quinta-feira.
16.05.18

O Ministério Público revelou, esta quarta-feira, que os 23 suspeitos detidos pelas agressões a jogadores e treinadores do Sporting na Academia de Alcochete estão indiciados pelos crimes de "introdução em lugar vedado ao público, ameaça agravada, ofensa à integridade física qualificada, sequestro, dano com violência, detenção de arma proibida agravado, incêndio florestal, resistência e coação sobre funcionário e também de um crime de terrorismo".

Polícia dispersa familiares e amigos de adeptos detidos no Barreiro
Jogadores e treinadores do Sporting espancados em Alcochete

No comunicado, o MP explica que os detidos "entraram, sem autorização, naquelas instalações onde se encontrava a equipa principal do SCP, tendo ameaçado e agredido jogadores e técnicos e causado estragos nos equipamentos bem como em diversas viaturas".

Os 23 detidos foram conduzidos na tarde desta quarta-feira ao Tribunal do Barreiro, depois de ter chegado o respectivo processo. "Por entender que devem ser aplicadas aos arguidos medidas de coação diversas de termo de identidade e residência, o Ministério Público decidiu apresentar os detidos a primeiro interrogatório judicial no Juízo de Instrução Criminal do Barreiro", explicou o organismo.

Os interrogatórios foram, no entanto, adiados para a manhã desta quinta-feira, ficando os 23 suspeitos detidos por mais uma noite. Os suspeitos foram esta terça-feira identificados pelo juiz de instrução criminal.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!