Pharol exige indemnização à operadora brasileira Oi

Empresa interpõe providência cautelar para garantir compensação financeira.
Por Lusa|22.06.18
Pharol exige indemnização à operadora brasileira Oi
Portugal Telecom Foto Cátia Barbosa
A portuguesa Pharol (ex-Portugal Telecom) interpôs uma providência cautelar no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa contra a operadora brasileira Oi, da qual é principal acionista, para exigir uma indemnização, foi esta sexta-feira anunciado ao mercado.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Pharol informa que "deu entrada junto do Juiz 18 do Juízo Central Cível do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa de um procedimento cautelar contra a Oi" e as "suas participadas com sede em Portugal", a PT Ventures, PT Participações, TPT - Telecomunicações Públicas de Timor, Oi Investimentos Internacionais e Directel -Listas Telefónicas Internacionais.

No âmbito de tal procedimento, "foi requerido ao tribunal que decretasse o arresto de bens, dinheiro e direitos", medida que "visa assegurar o pagamento pela Oi à Pharol de uma indemnização em termos que serão alegados na ação principal", segundo a informação ao mercado, que não precisa os motivos desta providência cautelar.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!