Sub-categorias

Notícia

Pilotos preocupados com encerramento de pista no aeroporto de Lisboa

ANA prevê construir uma plataforma giratória de voos.
Por Lusa|17.02.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Pilotos preocupados com encerramento de pista no aeroporto de Lisboa
Foto Bruno Simão

A Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea (APPLA) reiterou hoje a sua preocupação com o encerramento da pista designada com a sigla 17/35 no Aeroporto de Lisboa, previsto com a transformação da base aérea do Montijo para utilização comercial.

A ANA - Aeroportos de Portugal, adquirida pelo grupo francês Vinci, prevê no seu plano de expansão do aeroporto de Lisboa o encerramento da pista 17/35 para aí instalar um 'hub' (plataforma de acolhimento de aviões) e aumentar a capacidade de parqueamento de aviões, confirmaram à agência Lusa os pilotos e fontes ligadas ao processo.

"No que concerne ao Aeroporto do Montijo vir a ser um complemento ao Aeroporto Humberto Delgado, a direção da APPLA manifestou a sua preocupação com o facto de esta situação poder a levar a um eventual encerramento da pista 17/35 do Aeroporto de Lisboa", referem os pilotos num comunicado divulgado hoje.

Em causa está o facto de a pista 17/35 ser a mais indicada para aterrar, por razões de segurança, "entre três e quatro meses do ano", devido a ventos fortes que causam 'windshear' (rápida variação na direção e/ou na velocidade do vento), conforme já tinha explicado à agência Lusa o presidente da APPLA, Miguel Silveira.

Isto significa que, caso se concretize a desativação da pista 17/35 do aeroporto de Lisboa, durante três a quatro meses do ano, os aviões de longo curso não poderão aterrar no Montijo e terão de divergir para um aeroporto alternativo, sendo os mais próximos Porto ou Faro.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Economia

pub