Progressões na carreira não chegam a todos os funcionários em janeiro

Lei do Orçamento do Estado para 2018 (LOE2018) prevê que a progressão seja paga ao longo de dois anos.
Por Lusa|16.01.18
As progressões na carreira dos funcionários públicos serão pagas "assim que possível", havendo serviços que não vão conseguir processar o acréscimo salarial em janeiro, mas apenas nos meses seguintes, com retroativos, disse à Lusa fonte do Ministério das Finanças.

A lei do Orçamento do Estado para 2018 (LOE2018) prevê que a progressão seja paga ao longo de dois anos, de forma faseada, sendo os primeiros 25% pagos com o salário de janeiro.

Porém, fonte oficial do Ministério das Finanças explicou à Lusa que o processamento salarial não é centralizado e que, sendo os próprios serviços a fazê-lo, "nalguns casos, [a progressão] será paga só em fevereiro ou nos meses seguintes, mas sempre com retroativos a janeiro".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!