Sub-categorias

Notícia

Santander emite até 980 milhões em obrigações para compensar pequenos investidores do Popular

Oferta exclui investidores institucionais e é dirigida apenas a pequenos investidores que investiram até um milhão de euros.
Por Lusa|13.07.17
  • partilhe
  • 0
  • +
O Santander vai emitir até 980 milhões de euros em "obrigações de fidelização" para compensar os clientes que investiram no último aumento de capital do Banco Popular, que ocorreu no verão passado, foi esta quinta-feira anunciado.

A oferta exclui investidores institucionais e é dirigida apenas a pequenos investidores que investiram até um milhão de euros ou que adquiriram ações do Popular entre 26 de maio e 21 de junho do ano passado, no âmbito do aumento de capital de 2.500 milhões de euros feito na altura.

Em ambos os casos, segundo informação prestada pelo banco Santander à Comissão Nacional do Mercado de Valores (o regulador espanhol), e replicada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (o regulador português), para aceder à compensação - a que o Santander chama de 'Ação de Fidelização' -, os afetados vão ter de manter as ações ou as obrigações depositadas em algumas das redes do Popular em Espanha ou no próprio Santander.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De ContribuinteX13.07.17
    Porque é que tem que ser o país todo a pagar a incompetencia e os emprestimos absurdos dados pelos bancos aos amigalhaços que fogem do país, é que não se compreende. SE fosse cadeia desde o caixa até ao responsavel que aprova o emprestimo ruinoso, deixava de haver estes problemas, falta é coragem!!
1 Comentário
  • De ContribuinteX13.07.17
    Porque é que tem que ser o país todo a pagar a incompetencia e os emprestimos absurdos dados pelos bancos aos amigalhaços que fogem do país, é que não se compreende. SE fosse cadeia desde o caixa até ao responsavel que aprova o emprestimo ruinoso, deixava de haver estes problemas, falta é coragem!!
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Economia

pub