Bebé morre duas horas após parto (COM VÍDEO)

Ana Carla Estácio e Vítor Braz não sabem por que não foi feita cesariana. A criança tinha o cordão enrolado no pescoço e uma má posição pré-parto.
08.01.11
  • partilhe
  • 2
  • +
Bebé morre duas horas após parto (COM VÍDEO)
Ana Carla Estácio e Vítor Braz estão inconsoláveis com a morte da filha, uma criança “muito desejada” Foto Bruno Colaço

O casal Ana Carla Estácio e Vítor Braz está inconformado com a morte da filha, duas horas após o parto, a 23 de Setembro de 2010, no Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa. De acordo com o relatório da autópsia, a causa da morte foi "falência multiorgânica devido a asfixia". A bebé tinha o cordão umbilical à volta do pescoço e não estava na posição correcta.

O casal apresentou queixa contra os médicos na administração hospitalar, na Inspecção-Geral das Actividades em Saúde, Ministério da Saúde e na Ordem dos Médicos.

"Foi uma gravidez muito desejada e planeada. Correu sempre bem. Sou hipertensa mas estava controlada. A minha filha era uma criança perfeita. O pesadelo aconteceu no hospital, abandonaram-me", queixa-se Ana Carla Estácio, 36 anos.

Lembra que lhe deram a anestesia para tirar as dores do parto. "Quando estava com dez dedos de dilatação, a enfermeira disse-me que tinha de aguentar porque os médicos não estavam disponíveis. Quando apareceram já era tarde, a minha filha já estava em sofrimento fetal e asfixia."

O marido, Vítor Braz, explica que a bebé "tinha o cordão umbilical enrolado no pescoço, com duas voltas, e estava virada com a cara para cima, uma posição incorrecta para o parto". Os médicos, adianta, "usaram os fórceps para a tirar."

Desde então a tristeza tomou conta da vida do casal, que todas as semanas visita a campa da filha. O Correio da Manhã pediu esclarecimentos à administração hospitalar, que afirma ter "enviado ao casal o relatório médico sobre a assistência prestada". Acrescenta ainda que pediu explicações ao Serviço de Obstetrícia.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!