Sub-categorias

Notícia

Juíza defende que bater na mulher não é crime

Juíza decide em processo que bater na mulher não é crime.
24.08.13
  • partilhe
  • 0
  • 62
Notícia exclusiva para assinantes. Para ler faça Login ou AssineSaiba mais aqui.
Juíza defende que bater na mulher não é crime
Agressão deve ser punida criminalmente, defendem os juízes da Relação de Évora Foto Getty Images
Exclusivos CMEste artigo é exclusivo para Assinantes Correio da Manhã
Se já é Assinante, faça o seu loginouClique para ler TODOS OS EXCLUSIVOS CM de hoje.
Obtenha o seu código de acesso com uma simples chamada telefónica (0.60€ + IVA). Se já tem código, insira-o.
Assine agora o Correio da Manhã Digital
  • Assine Acesso integral ao Correio da Manhã ePaper (tal como é impresso em papel, veja exemplo)
  • AssineAcesso ilimitado a todo o site do Correio da Manhã.
  • AssineTodos os exclusivos, opinião e análise da edição em papel.
Saiba mais
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
62 Comentários
  • De João Pinhel12.12.13
    Os do BPN absolvidos por incompetencia e reconhecimento da mesma pelo próprio Tribunal e agora uma Juiza a afirmar que bater na mulher não é crime... o cancro continua... o nosso Sistema Judicial
    Responder
     
     0
    !
  • De Quytery25.08.13
    desde que a mulher seja mais forte que o homem!
    Responder
     
     2
    !
  • De n8man25.08.13
    Esta juiza deve ter seguido os conselhos dos Desembargadores da Relação do Porto, lá bebeu uns copos para esquecer as agruras da vida... e deu nisto. A Magistratura Portuguesa começa a ser alvo de chacota....
    Responder
     
     9
    !
  • De Rui Lolo25.08.13
    E quais as consequências para a juíza? Nada? Ou ainda vai ser promovida?
    Responder
     
     13
    !
  • De RMRG25.08.13
    A tipa está a julgar em causa própria.Ela até pode gostar de apanhar, ninguém tem nada contra os seus gostos.Só devia ter ética, conhecer o Direito sem esquecer os direitos humanos,respeitar a quem julga e a quem paga
    Responder
     
     11
    !

Mais notícias

Mais notícias de Exclusivos

Exclusivos

375 idosos casaram em 2016

375 idosos casaram em 2016

Maioria dos homens escolhe uma mulher mais nova. Em 64 casos, a diferença é de pelo menos 21 anos.

pub