As maldições e segredos dos Óscares

As superstições e teorias mais macabras dos maiores prémios do cinema de Hollywood.
Por Pedro Zagacho Gonçalves|01.03.18

Estamos a poucos dias de serem conhecidos os vencedores dos Óscares, numa altura em que Hollywood está em alvoroço com a gala de entrega dos maiores prémios do cinema. A estatueta dourada é uma das mais desejadas e, desde sempre, surge associada ao prestígio e à excelência nas várias categorias em que é entregue.

No entanto, ao longos dos últimos anos, têm surgido várias teorias que mostram o lado menos dourado dos Óscares. De maldições a segredos, alegadamente escondidos, conheça  as mais insólitas teorias que envolvem a famosa estatueta.

Vencer o Óscar pode arruinar uma carreira
Vencer um Óscar não é garantia que o resto da carreira vai correr de feição. Que o diga Halle Berry.

A atriz fez história ao ser a primeira afro-americana a vencer o Óscar de Melhor Atriz em 2002 por ‘Monster’s Ball’. A vitória foi o culminar de mais de uma década a aceitar todos os papéis que conseguia e, depois disso, a atriz poderia selecionar os filmes em que queria participar. Mas tal não aconteceu e a ascensão no estrelato de Halle Berry acabou por terminar rapidamente.

Em 2004, poucos anos depois de ter ganho o galardão de melhor atriz, Halle foi ‘distinguida’ com o de pior atriz nos Raspberry Awards, que premeiam o que de pior se faz na indústria do cinema, pela sua prestação em ‘Catwoman’. A atriz não voltou a ser nomeada para os Óscares e nunca mais recebeu rasgados elogios da crítica pelo seu trabalho.

Outra 'vítima' desta maldição foi a atriz Mira Sorvino. Premiada com o Óscar de Melhor Atriz Secundária pela sua participação em 'Poderosa Afrodite', de Woody Allen, em 1995, Mira não conseguiu manter-se debaixo dos holofotes e acabou por ver a sua carreira desvanecer-se. Em 1997 fez dupla com Lisa Kudrow (de 'Friends') em 'Romy e Michelle' e, apesar do filme ter ganho estatuto de culto, não agradou à crítica, assim como os papéis que se seguiram.

Sucesso no cinema, azar no amor
Diz-se nos bastidores de Hollywood que a maior maldição ao ganhar um Óscar está relacionada com o amor: quando uma mulher ganha o galardão de melhor atriz, o seu marido ou namorado vai traí-la ou o casamento vai colapsar pouco depois.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!