Cadela de Maria João Bastos dá processo à irmã

Polémica continua em tribunal.
07.04.18
A atriz Maria João Bastos foi despronunciada dos crimes de difamação e de ofensa a pessoa coletiva, no âmbito do processo que lhe foi movido pelo Hospital Veterinário Vasco da Gama, em Lisboa, depois de, em abril de 2016, ter desabafado nas redes sociais sobre a morte súbita de Amélie, a sua cadela de raça Chihuahua.

A atriz livrou-se das acusações, mas a sua irmã, Inês David Bastos, atual assessora do Conselho Superior da Magistratura, continuará como arguida no processo, depois de ter escrito no blog ‘40 e tais’ que o animal "morreu por causa de uma grosseira negligência".

Contactada pelo CM, Inês Bastos recusou prestar declarações.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!