A semana das decisões

Entre o colete de forças da UE e o braço de ferro inglês, o que irá acontecer à Europa?
Por Mafalda de Avelar|21.02.16
  • partilhe
  • 0
  • +
A semana das decisões
Continuam os bombardeamentos na Síria Foto Ammar Abdullah/Reuters

1. - CONSTANTES CRIMES NA SÍRIA

Onde? Hospitais O quê? Mortos

"Crimes de Guerra" aconteceram esta semana, desta vez contra hospitais na Síria. Quatro hospitais. Mais de 50 mortos. Num dia. Mais de 17 estruturas de saúde em seis semanas. Leis internacionais violadas. Crianças mortas. Maternidades atacadas. Hospital da UNICEF destruído. Médicos Sem Fronteiras em caixões. Vamos ficar por aqui. Pouco mais se consegue escrever perante a barbárie da semana que devia marcar o cessar-fogo na Síria…

 

2. - PODEROSOS SEM PODER

Quem? 17 países O quê? Paz na Síria

…depois do acordo assinado pelos 17 membros do Grupo Internacional de Apoio à Síria (EUA, Rússia, Arábia Saudita e Irão, incluídos), seria de esperar o "fim das hostilidades". Longe disso. A Síria não tem paz, a Turquia ataca junto à fronteira, os curdos respondem. Dois ataques em menos de 24 horas.

 

3. - COMBOIO CONTINUA ATRASADO

O quê? Ajuda humanitária Onde? Síria

E o comboio com ajuda humanitária, um dos principais feitos depois da reunião de Munique, que tinha como objetivo um acordo parcial para a paz na Síria, teima em chegar atrasado. A alta velocidade foi substituída pelo TGV da violência.  

 

4. - UE VESTE COLETE DE FORÇAS

Quem? Reino Unido O quê? Saída da UE

A União Europeia (UE) não pára de ser posta à prova. Primeiro, foi a Grécia (Grexit), tema que perdeu o carimbo de "prioritário" face à questão dos refugiados. Questão, essa, longe de estar resolvida e que depende ( muito) do novo equilíbrio de poderes entre os EUA e, sobretudo, a Rússia. Para não falar dos países árabes, sobretudo da Arábia Saudita, e, noutra dimensão, da Turquia. Tudo, também, por causa da Síria. E como se nada mais bastasse: agora os britânicos colocam, uma vez mais, a UE à prova. E esta semana só se fala do Brexit.

 

5. - BREXIT "FAZ CABELOS BRANCOS À UE"

Quem? Cameron O quê? Promessa

E há razões para isso. O que acontecerá à União Europeia (UE) se perder um membro? E sabendo nós que não é um membro qualquer. É o filho teimoso da UE. O filho que desde a entrada na CEE só "tem teimas". Esta, independentemente de ser válida ou não, é mais uma. Cameron, reeleito em maio de 2015, teve como bandeira uma proposta de referendo à permanência do Reino Unido na UE. Está a cumprir. Resta saber se o primeiro-ministro ainda quer. Mas isso é outra conversa. O facto é que, e face "às crises" da UE, o número de eurocéticos cresce. Se este tema não fosse popular em terras de Sua Majestade, possivelmente não teria sido uma das promessas eleitorais de Cameron.

 

6. - MAS AFINAL É 'EXIT' OU É PARA FICAR?

O quê? Negociação Onde? UE

Não se sabe. Tudo está em cima da mesa e o preço a pagar pela UE para manter o Reino Unido poderá ser muito elevado. Merkel quer a permanência. Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, esforça-se por ela. Mas existem temas fraturantes nesta negociação: soberania, competitividade, governação económica e imigração. Este último inultrapassável, já que é visto como um tema de discriminação. Cameron também tem a perder. Mas está claramente em vantagem negocial perante uma UE cada vez mais fraca.

 

7. - CUBA, PAÍS NEUTRO PARA O(S) PAPA(S)

Quem? Francisco e Kirill O quê? Apelo

Em união, o papa Francisco e o patriarca da Igreja Russa Ortodoxa Kirill estiveram juntos ao fim de 10 séculos de separação entre as duas igrejas. Os dois "homens de Cristo" deram ao Mundo o exemplo e apelaram à paz. O local do encontro foi revelador: Cuba, que mal entrou em cena, ganha pontos assumindo-se como país neutro. Pelo menos entre igrejas. Palavras fraternas em nome, também, de uma ação da comunidade internacional para proteger os cristãos do Oriente Médio.

 

8. - ...E O CONCERTO CONTINUA

Quem? Banda Onde? Olympia

Os Eagles of Death Metal terminaram na terça-feira o concerto interrompido pelos ataques terroristas de Paris, de 13 de novembro passado, ao Bataclan, onde morreram 90 pessoas. Três meses e três dias depois, no Olympia, a banda subiu ao palco e homenageou as vítimas. Este foi, por si, um concerto contra o medo. E uma forma de interiorizar o luto.

 

9. - BRANQUEAMENTO DE CAPITAIS E DE DENTES

O quê? Fraude Onde? Bancos

Apesar do acordo entre os países produtores de petróleo, a economia não anda animada. Muita tensão. E muitos branqueamentos. Dos capitais (até) dos bancos, às campanhas eleitorais, que levam "ao banco". Dos réus. Tal como a Vitaldent, clínica dentária, acusada de branqueamento (e não é de dentes).

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!