Sub-categorias

Notícia

GPS de cientistas: Dois mil em plataforma portuguesa

A rede GPS é uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos
Por Suely Costa|27.11.16
GPS de cientistas: Dois mil em plataforma portuguesa

Mariana Simões é cientista, tem 35 anos e há três vive na Alemanha. É no Instituto Max Delbrück, em Berlim, que investiga a regeneração cardíaca em peixe-zebra, um animal que tem a capacidade de se autorregenerar depois de uma lesão e que pode no futuro ajudar a desenvolver terapias em humanos após ataques cardíacos. Este é apenas um exemplo entre mais de dois mil cientistas registados na rede GPS – Global Portuguese Scientists – acabada de lançar. Esta plataforma online, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, vai dar a conhecer quantos são, quem são, onde estão e o que fazem os cientistas portugueses espalhados pelo Mundo. O coordenador desta rede, David Marçal, garante que este pretende ser "um mapa da diáspora científica portuguesa". E já há dados curiosos como descobrir um cientista português a trabalhar no Polo Sul, na Antártida, ou saber que a maioria dos investigadores que trabalham no Médio Oriente são mulheres, o que para David Marçal é verdadeiramente "surpreendente". Além de funcionar como um geolocalizador de cientistas portugueses, o GPS é também uma rede social.lD  

BMW acredita no fim dos carros: BMW acredita que a indústria tem os dias contados, e que o tráfego vai diminuir, tudo por causa dos veículos elétricos, de condução autónoma e em plataformas de partilha.

Óculos para daltónicos: A Color Binoculars muda os tons das imagens para tornar as cores mais reais a daltónicos. Esta app aplica um filtro às imagens captadas pelo telemóvel do utilizador.  

Rede em todo o Mundo: A SpaceX quer lançar 4425 satélites para fornecer internet a todo o Mundo e a Google já deu mil milhões de euros para o projeto.

GLOBAL NET

Aranhas robóticas controladas por smartphone  

Estas   aranhas   têm   autonomia   de   uma   hora, são controladas pelo smartphone e juntam robótica, jogos e realidade aumentada. A empresa Reach Robotics aposta nos MekaMon para os jogos do futuro, já que entram em batalhas virtuais, em que podem ser usados mísseis e lasers.   Os   ‘maluquinhos’   dos   jogos   e   não   só podem também comprar peças, que ajudam a aranha   a   ‘evoluir’   e   a   ganhar   competências, noticia o The Verge. O MekaMon vai ser vendido   por   329   dólares   ou   599   dólares   (se   em pack especial com dois robôs). As primeiras 500 unidades estarão à venda em janeiro mas, uma vez esgotadas, só em junho o jogo voltará ao mercado.    

SOCIEDADE BIT, por Reginaldo Rodrigues de Almeida

Novembro   é   o ‘mês   da   ciência’, e várias são as   iniciativas em   Portugal. Uma   das   mais   originais   e úteis da verdadeira sociedade em rede em que vivemos - é a GPS (Global Portuguese Scientists),   esta   semana apresentada no Pavilhão do Conhecimento, por iniciativa   da   Fundação   Francisco Manuel   dos   Santos,   com coordenação de David Marçal e Carlos Fiolhais. Trata-

-se de uma plataforma digital   para   que   todos   possam saber quem são, onde estão e quais   são   os   percursos   dos cientistas portugueses pelo Mundo.   O   objetivo   é   incrementar   a   interação   entre   os cientistas   portugueses   e   a visibilidade da ‘marca’ Portugal   nas   redes   internacionais de emprego científico.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Domingo

Domingo

Apocalipse psicadélico

Apocalipse psicadélico

O regresso do psicadelismo mais negro, numa explosiva mistura de política e misticismo.

Domingo

Antecipar o futuro

Antecipar o futuro

Comissão de cientistas ajuda a União Europeia a preparar o impacto de novas tecnologias.

Victor Bandarra

Bite quê?

Criou uma pequena corte de setentonas como ele, que lhe elogiam a caligrafia, a cultura, a ironia e até as brejeirices.

J. Rentes de Carvalho

A Lisnave e o Lobito

Lá volta ele a falar da beleza das praias, a grandura da restinga, o tamanho das lagostas.

Fernando Ilharco

As vantagens de estar triste

Os choros que tendem a melhorar mais a disposição são os mais intensos, mas não muito prolongados.

pub