Treinar o optimismo

Os optimistas geralmente sentem-se bem, o que é positivo em si mesmo.
Por Fernando Ilharco|14.01.18
Treinar o optimismo
Foto Getty Images

A investigação cientifica, por outro lado, tem indicado existirem motivos para se acreditar que ser optimista ajuda a ter sucesso na vida social e profissional. A questão importante, por isso, é se se pode ou não aumentar o optimismo? Se pode o optimismo, ou seja, o ter expectativas favoráveis sobre o futuro, ser treinado?

Um estudo sobre os estudos já realizados sobre o assunto acabou de ser publicado na revista científica ‘Journal of Positive Psychology’. A investigação da Universidade de Nova Inglaterra, na Austrália, concluiu positivamente: pode aumentar-se o optimismo. Em geral, as intervenções para subir o optimismo sobem-no mesmo. Além disso, a melhoria do optimismo tem uma relação clara com a melhoria da saúde mental e física. O optimismo tem sido relacionado com um sistema imunitário forte, com uma menor tendência para a depressão e com uma esperança de vida mais longa. No entanto, intervenções menos clássicas para tornar as pessoas mais optimistas, como por exemplo a privação sensorial ou dormir numa cama de pregos… não mostraram ser eficazes, refere o mesmo estudo.

O optimismo de cada um muda ao longo da vida, em função de vários factores como, por exemplo, a situação social, familiar ou profissional. Mas, em princípio, em qualquer altura pode aumentar-se o optimismo.

As ciências do comportamento têm indicado uma série de métodos: criação de objectivos difíceis, mas possíveis; visualização motivadora do desempenho futuro; posturas de confiança; meditação, etc. Nem tudo resulta com toda a gente e o tempo que as melhorias duram é variável. O método mais eficaz é o hábito. Habituarmo-nos a ter hábitos positivos é o caminho para aumentar o optimismo. Algumas sugestões: toque os outros, habitue-se a dar abraços, apertos de mão, palmadas nas costas; ande ao ar livre, passeie; gaste tempo com os outros, ajude; partilhe entusiasticamente as boas notícias, as suas e as dos outros; descontraia os músculos, pense na sua respiração por uns minutos, todos os dias; se é religioso reze, não é apenas a religião que o aconselha – a ciência também; durma o necessário, porque o cansaço desencadeia o pessimismo; desenvolva interesses, um projecto profissional, etc.; não veja problemas, veja oportunidades e aprendizagem; sorria e ria; planeie, mas não planeie demasiado; faça mesmo.

Estes comportamentos tendem a gerar benefícios imediatos, mas é o hábito que faz a diferença, que aumenta o optimismo em geral e nos faz viver melhor.

antiga ortografia

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!