“Ciência 2018”

O maior simpósio da cultura científica de matriz portuguesa pretende promover o intercâmbio de inúmeras abordagens da comunidade científica com o setor empresarial
Por Reginaldo Rodrigues de Almeida|03.06.18

Ainda que sem fronteiras, já que é impossível de as fixar no universo científico, não deixa de ser o maior simpósio da cultura científica de matriz portuguesa e, tal como nas anteriores edições, pretende promover o intercâmbio de inúmeras abordagens da comunidade científica com o setor empresarial, ao mesmo tempo que as democratiza junto do grande público.

Vai acontecer em Lisboa nos próximos dias 2, 3 e 4 de julho, com um programa estruturado em múltiplas sessões, com o objetivo de debater o desenho do 9º Programa Quadro Europeu para a Investigação e Inovação, previsto para os anos de 2021 a 2028.

Promovido pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, em colaboração com a Ciência Viva e também com a Comissão Parlamentar de Educação e Ciência e sob os auspícios do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, propõe-se afirmar o conceito de ‘transferência tecnológica’ ou seja, a total abertura dos conteúdos produzidos em centros de investigação e laboratórios para as empresas e para as pessoas, transformando assim o que é importante em interessante, ao mesmo tempo que desafia os mais novos para as carreiras científicas.

Contará ainda com uma participação especial: a África do Sul como país convidado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!