Foi há 14 anos que o sorriso de Miklós Fehér se apagou em campo

Jogador húngaro morreu de ataque cardíaco no Vitória de Guimarães-Benfica.
Por José Carlos Marques|25.01.18
O cronómetro marcava 92 minutos de uma partida intensa. Chovia a potes naquela noite de 25 de janeiro de 2004, no Estádio Municipal de Guimarães. O Vitória recebia o Benfica para o campeonato. Fernando Aguiar tinha marcado o golo solitário dos encarnados aos 90 minutos e os visitantes tinham pressa em acabar o jogo.

Miklós Fehér, o avançado que José António Camacho lançara no jogo aos 59 minutos, para o lugar de João Pereira, disputa uma bola com Romeu. O esférico sai pela lateral e Fehér impede o jogador vimarenense de fazer o lançamento. Olegário Benquerença mostra-lhe o cartão amarelo e o húngaro responde com um sorriso. O último sorriso.

Os adeptos na bancada e milhões em casa assiste, incrédulos ao que se segue. Fehér dobra-se e cai desamparado. Os colegas correm para ele, um deles abre-lhe a boca, ao perceber que tem a língua enrolada. Os médicos apressam-se para chegar ao jogador.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!