Saber mais sobre psicologia-clinica

pub

00:30 | 14/08
Família vivia com medo de advogado

Família vivia com medo de advogado

Cláudio Rio Mendes, o advogado que, em 5 de Fevereiro, foi assassinado a tiro pelo ex-sogro, em Oliveira do Bairro, tinha uma perturbação paranóide da personalidade. O psiquiatra que o seguia receava que aquele pudesse atentar contra a sua própria vida e a dos que o rodeavam, e a família vivia também com medo daquilo que o advogado pudesse fazer. Um relatório elaborado por um laboratório de psicologia clínica referiu que o advogado tinha uma humor depressivo e estava num estado de delírio.

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)