"Havia sangue e corpos por toda a parte"

Quem sobreviveu descreve cenário de pânico e aflição.
Por João Carlos Rodrigues|13.06.16
"Estava no bar e vi corpos a tombar. Atirei-me para o chão e arrastei-me até à casa de banho para tentar fugir pelas traseiras, mas reparei num homem que tinha sido baleado nas costas. Tirei a fita do cabelo e usei-a para estancar o sangue, mas não parava de jorrar. Coloquei os braços dele à volta dos meus ombros e arrastámo-nos de lá para fora". O relato é de Christopher Hansen, um dos clientes da discoteca Pulse que sobreviveu ao massacre e ainda ajudou a salvar vidas.

"Ninguém sabia ao certo o que estava a acontecer porque havia três palcos com músicas diferentes. Quando consegui escapar ainda ouvi disparos. Havia corpos por toda a parte, sangue em todo o lado", recorda o norte-americano, que não esquece o cenário de horror. "No parque de estacionamento, as pessoas atingidas pelos tiros foram marcadas com cores diferentes, de forma a que os paramédicos soubessem quem deviam socorrer primeiro", acrescenta Christopher Hansen, que se tornou um dos rostos da tragédia.

Mas nem só quem estava na discoteca viveu momentos de terror. Helene Royster tinha viajado de Nova Iorque com o filho e estava no hotel quando foi acordada com um telefonema às 02h30. "Ele estava a chorar e aos gritos... só dizia ‘Mãe, há muita gente morta’". A mulher acabou por reencontrar-se com o filho já numa das esquadras da polícia, onde este estava a ser interrogado como testemunha.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
5 Comentários
  • De Ana Filipa Santos13.06.16
    Isto é uma falta de respeito pelo ser humano
    Responder
     
     0
    !
  • De Rui Lima13.06.16
    Ainda têm a lata de falar de terrorismo , quando têm disto no próprio país
    Responder
     
     0
    !
  • De Luis Almeida13.06.16
    Mais importante que condenar este crime é não ceder à islamofobia
    Responder
     
     0
    !
  • De Claudia Sacramento13.06.16
    está tudo doido! falta de respeito para com o ser humano, cada um tem direito a ser respeitado desde que respeite assim não sei onde vamos parar parece que vivemos na idade média
    Responder
     
     0
    !
  • De Dissengomoka Nascimento Dissé13.06.16
    concerteza
    Responder
     
     0
    !