Sub-categorias

Notícia

Presidente do Eurogrupo coloca o seu futuro nas mãos dos países da zona euro

Sublinhou que a formação de um novo governo de coligação na Holanda ainda poderá "levar alguns meses".
20.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +
O presidente do Eurogrupo admitiu hoje em Bruxelas que, quando houver um novo ministro das Finanças holandês, caberá aos países da zona euro tomar uma decisão sobre o seu cargo, mas sublinhou que tal ainda poderá "levar alguns meses".

"Como sabem, o meu mandato vai até janeiro [de 2018] e a formação de um novo governo de coligação na Holanda pode levar alguns meses. Ainda é muito cedo para dizer se vai haver um hiato entre a chegada do novo ministro e o final do meu mandato", salientou Jeroen Dijsselbloem, à entrada para uma reunião do Eurogrupo.

Contudo, "nesse caso, se houver um intervalo temporal" entre a entrada em funções de um novo ministro e o final do seu mandato, "caberá ao Eurogrupo decidir como querem proceder", admitiu Dijsselbloem, que não vai ser reconduzido como ministro das Finanças no seu país, dada a derrota histórica do seu partido (PvdA) nas eleições da passada quarta-feira.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub