Sub-categorias

Notícia

Funcionária alertou que combustível no avião era insuficiente

Mulher não impediu a partida e acabou despedida.
Por Lusa|01.12.16
Funcionária alertou que combustível no avião era insuficiente
O momento em que as equipas de resgate retiram um dos sobrevivente do local da tragédia Foto Luis Eduardo Noriega/EPA

Uma funcionária da administração de aeroportos da Bolívia alertou a companhia aérea Lamia de que o combustível no avião que se despenhou na terça-feira na Colômbia era insuficiente, segundo documentos citados esta quinta-feira por uma televisão brasileira.

De acordo com o Jornal Hoje, da rede Globo, a funcionária da Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares de Navegação Aérea (Aasana) percebeu que no plano de voo que recebeu de um representante da Lamia o tempo de voo entre Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, e o aeroporto de Medellín, na Colômbia, era igual ao registado para a autonomia de combustível que tinha o avião (04h22 horas), acrescentando que isso era um erro.

O representante da Lamia respondeu que falou com o comandante do avião e que as informações estavam corretas e que conseguiriam chegar a tempo.

A funcionária insistiu, referindo no documento citado: "isso não está bem, consulte bem e altere o plano de voo".

Porém, o funcionário da Lamia respondeu: "faremos [o trajeto] em menos tempo, não se preocupe".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub