Banco vende seguro que aposta em morte de pessoas

O Deutsche Bank, maior banco privado alemão, vendeu um fundo de seguros de vida aos clientes que consiste em apostar na morte de pessoas, lucrando mais se estas morrerem mais cedo, noticia hoje o matutino Süddeutsche Zeitung.
08.02.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Banco vende seguro que aposta em morte de pessoas

Um advogado dos investidores está já a preparar uma queixa-crime contra o banco, que acusa de ofensa à moral e aos bons costumes.

O fundo chama-se "db Kompass Life 3" e foi vendido na Alemanha a pequenos investidores, que no total aplicaram mais de 700 milhões de euros, noticia ainda o jornal de Munique.

Alguns deles queixaram-se junto do provedor da Associação dos bancos Privados, quando descobriram que tipo de investimento lhes tinha sido sugerido.

A associação rejeitou as reclamações, mas criticou a constituição do fundo, afirmando que este "contraria a ordem de valores vigente, baseada na dignidade da pessoa humana", em carta dirigida a um dos queixosos.

Na mesma carta afirma-se que deverá ser um tribunal a esclarecer se a aposta na duração das vidas humanas de um determinado círculo de pessoas viola ou não os valores pelos quais se deve reger uma sociedade.

Um advogado de Hamburgo, que representa cerca de 30 queixosos, já anunciou que vai recorrer aos tribunais, para obrigar o Deutsche Bank a anular os investimentos dos seus constituintes no referido fundo, que apostavam em seguros de vida de cerca de 500 norte-americanos entre os 72 e os 85 anos.

Quanto mais cedo estas pessoas morrerem, mais depressa o fundo deixa de pagar os respectivos seguros, obtendo assim mais dividendos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!