Sub-categorias

Notícia

Casa investigada pela polícia inglesa pertence a casal de idosos que acolheu jovens

Ronald Jones, de 89 anos, e a mulher Penelope, de 71 receberam centenas de crianças durante décadas.
16.09.17
Uma operação policial ocorreu este sábado de tarde num edíficio habitacional em Sunbury-on-Thames, no condado de Surrey, nos súburbios de Londres, na sequência do ataque em Parsons Green. 

A casa investigada pertence a um casal de idosos - Ronald Jones, de 89 anos, e a mulher Penelope, de 71 - que acolheu centenas de crianças durante décadas. Foram inclusivamente condecorados pela rainha devido aos seus serviços.

O casal foi levado para interrogatório mas não foi detido, afirmam os media locais.

Segundo a BBC, os residentes da área tiveram que sair das suas casas por precaução.

A estação de metro de Fulham Brodway e o centro comercial adjacente também foram evacuados este sábado, devido a um alerta de segurança, de acordo com a imprensa britânica.




A explosão na carruagem que circulava no metro de Londres fez pelo menos 29 feridos, entre os quais uma criança. 

O engenho de aspeto muito rudimentar - do qual circulam fotos e vídeos nas redes sociais -  explodiu pelas 08h20 dentro de uma carruagem que estava na estação de Parsons Green, na zona Oeste de Londres. As imagens mostram um balde de plástico, metido dentro de um saco de supermercado.

Há relatos de que o balde conteria produtos químicos e são visíveis fios elétricos, no que parece ser uma bomba artesanal. Passageiros descrevem a detonação como "uma bola de fogo" que fez vários feridos.

O ataque fez as autoridades britânicas subir o nível de alerta terrorista no Reino Unido para "crítico" - o mais alto, o que significa que um atentado pode estar iminente. Poucos minutos antes das 20h00 de sexta-feira, o Daesh acabou por reivindicar este atentado em Londres, no entanto, as forças da ordem ainda indicaram se esta organização pode ter estado por trás do incidente. 

A estação de metro de Parsons Green foi reaberta este sábado, informou a Transport for London (TfL), operadora da rede de transportes.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub