Sub-categorias

Notícia

Encontra duas osgas bebés dentro da cerveja

Homem deu entrada no centro hospitalar com fortes dores abdominais e vómitos.
10.08.17

George Toubbeh, de Fountain Valley, na Califórnia, Estados Unidos, disse ter encontrado duas osgas bebés, mortas, dentro de uma garrafa de cerveja da Heineken.

O homem processou a empresa por um montante não divulgado, agindo judicialmente, no Tribunal Superior do Condado de Orange.

George Toubbeh afirma ter comprado a cerveja num supermercado Ralphs. Ele percebeu que a cerveja tinha um sabor amargo e, na verdade, depois de ingerir a bebida, teve fortes dores abdominais e vomitou.

A filha de Toubbeh decidiu abrir a lata de cerveja e examinar o conteúdo: foi aí que encontrou duas pequenas osgas.

No processo, é entendido que os animais não foram decompostos e que, de alguma forma, estavam vivos quando a cerveja foi enlatada.

Toubbeh disse que foi ao hospital, depois de ficar extremamente doente, e foi-lhe dado Xanax e Zofran para as náuseas e vómitos. Dois dias depois, deu entrada num serviço de urgência, com "dores fortes de estômago, perda de sensação, movimentos estomacais hiperativos e perda de apetite".

Na queixa, o homem diz ter ficado com "ansiedade extrema" e "stress pós-traumático" depois de ter descoberto as duas osgas na cerveja, o que fez com que faltasse ao trabalho por várias semanas.

Está a processar a Heineken, a loja Ralphs e o distribuidor.

Neste sentido, e perante as acusações, a Heineken divulgou uma declaração onde diz preocupar-se com a "segurança e integridade dos produtos". "Nós investigámos este caso isolado e, baseado nos factos, acreditamos que a queixa não tem fundamento", afirma Tara Rush, porta-voz.

John Montevideo, advogado de Toubbeh, disse acreditar completamente na credibilidade do homem. "Fizemos uma investigação independente para verificar as osgas e qual a condição em que estavam", afirmou. "Sentimo-nos confiantes de que isto é um assunto sério e viável".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub