Sub-categorias

Notícia

Equador concede nacionalidade a Julian Assange, da WikiLeaks

Fundador do site está refugiado na embaixada de Londres há cinco anos.
Por Lusa e J.C.M.|11.01.18
  • partilhe
  • 2
  • +
Equador concede nacionalidade a Julian Assange, da WikiLeaks
Foto EPA

O Equador concedeu a nacionalidade equatoriana ao fundador do portal WikiLeaks, Julian Assange, que está exilado na embaixada daquele país em Londres há mais de cinco anos, foi divulgado esta quinta-feira.

A decisão foi divulgada pela ministra dos Negócios Estrangeiros do Equador, Maria Fernanda Espinosa.

A representante precisou que as autoridades de Quito decidiram conceder a cidadania a Assange enquanto procuram formas para lidar com a atual situação judicial do jornalista.

Antes deste anúncio, soube-se que o governo britânico recusou o pedido do Equador de que Assange fosse reconhecido como diplomata do país. O ministro dos Negócios Estrangeiros instou o fundador da WikiLeaks a entregar-se às autoridades.

Assange está asilado na embaixada do Equador desde 2016, devido ao processo por violação que lhe foi movido na Suécia. Apesar de esse processo ter sido arquivado, o australiano recusa-se a abandonar o edifício, por receio de ser detido e expatriado para os EUA.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub